Qual a mensagem de Captain Spirit quer nos passar? Confira nossa opinião

0

As Incríveis aventuras de Captain Spirit chegou como um jogo para nos aquecer para a grande continuação de um dos jogos mais queridos da Square Enix, Life is Strange 2.

Em Captain Spirit, você conhece a vida de Chris, um menino criativo de 10 anos que foge da realidade em aventuras fantásticas com seu alter ego, o Incrível Captain Spirit! O jogo tenta nos trazer novamente para infância e nos mergulha em uma tocante experiência.

Muitos jogadores que foram até o final tiveram uma grande surpresa e, sem dúvida, o fim do jogo levantou muitos questionamentos. Mas afinal, qual a verdadeira mensagem de Captain Spirit? Jogamos e temos a nossa opinião abaixo!

AVISO! As linhas abaixo contarão com spoilers. Leia por sua conta e risco!

Após nossa jogatina começas a entender melhor o enredo por trás: Chris perde sua mãe em um atropelamento, além de ter que suportar essa perca, passa a ter problemas com o pai que virou alcoólatra. O pai culpa da morte de sua esposa no filho e que muitas vezes se torna um cara violento por conta da bebida. Uma sacada bem bacana é que Chris se imagina um super-herói, coisa de criança, e em vários trechos ele “imagina” ter super poderes e brinca com esse fator o tempo todo. Muitas vezes a cena da história real acaba se intercalando com um mundo de super-heróis do imaginário do garoto.

Depois de uma discussão bem tensa com o seu pai, Chris sai de casa e corre até a sua casa na árvore, neste momento a escada se quebra e o menino acaba despencando de uma altura que seria o suficiente para se machucar bem feio. Entrentanto, algo misterioso o impede de cair, fazendo-o levitar e ir sendo colocado lentamente ao chão.

Com base nisso, os questionamento são: Isso é apenas imaginação? Alguém ajudou Chris a não se machucar?

O espírito protetor

Bom, aqui vai a nossa opinião/teoria, sobre o nosso entendimento após a finalização do game: Sabendo que sua mãe está morta, o conceito do “Spirit” ou origem dos “super poderes”, nada mais seria do que uma alma protetora, no caso a sua própria mãe estabelecendo uma conexão de proteção com o seu filho. Sabendo de sua necessidade e carência, dentro de um ambiente tão complicado como vimos no jogo, o próprio Chris desenvolve e aprimora a sua criatividade como uma forma de escudo contra a tristeza. Desta forma, o próprio “espírito” materno se aproveitaria desse característica tão forte em Chris para se aproximar e protege-lo da maneira que fosse possível.

E você, o que acha dessa teoria? Isso seria incrível e uma bela forma de retratar conceitos de pós-morte e até espiritismo.

Vale lembrar que Life is Strange 2 terá processos semelhantes de escolha assim como o seu primeiro jogo, você poderá uma série de missões para assim descobrir mais detalhes sobre a vida dos personagens bem como conteúdos secretos. Além disso, certas escolhas e ações em Captain Spirit farão ligação com sua experiência em Life is Strange 2.

você pode gostar também